19/12/2013

Como reaproveitar materiais na sua obra

Estamos finalizando o banheiro da suite. Cada canto deste comodo tem algo de próprio e especial. E depois de tanto trabalho com os tais caquinhos, podemos ver que o resultado valeu a pena. O interessante desta técnica é poder usar diferentes tipos de revestimento, aproveitando cada pedacinho. De todo o banheiro, poderia dizer que 60% do material foi doado/encontrado, 30% foi comprado em locais de material de demolição, com pequenos defeitos ou produtos fora de linha, e somente 10% totalmente novo. 

O que muitos nos perguntam é onde encontramos o material que nos chega de maneira gratuita

Os segredos são: mente aberta, cara de pau, olhar atento e disposição.

Mente aberta: antes de qualquer coisa, é preciso mudar o conceito sobre lixo. Não é só porque um material é descartado que ele passa a ser inútil. A construção é o setor que mais desperdiça material, e um dos que mais contamina, seja na extração, fabricação ou descarte inadequado. 
Ter um olhar mais critico ao uso desses materiais faz muita diferença, e nos permite enxergar além da caçamba de entulho. Um pedaço de vidro jogado na rua pode fazer parte de uma janela. Azulejos quebrados ao lado de uma obra podem compor um lindo mosaico. Tudo depende da mudança de paradigma.

Cara de pau: Não tenha vergonha de pedir aqueles tijolos que seu vizinho anda acumulando há anos no quintal dele. Ele irá te agradecer! Comunicar ao maior número de pessoas possíveis que você está buscando materiais. Dessa forma, as coisas simplesmente aparecerão. Alguém sempre conhece um outro alguém que quer se livrar de algumas telhas velhas ou de uma pia sem uso. Nós, por exemplo, recebemos tijolos, caixa d´água, terra, pisos, madeira, vidros, pedras. E já utilizamos grande parte desse material na obra. Chegamos ao ponto de não dar conta de buscar tudo o que nos oferecem.

Olhar atento: Tem muita coisa jogada por aí, nas ruas, em caçambas. Uma casa que está sendo reformada, por exemplo, descarta uma boa quantidade de material. Andar pela cidade com a antena ligada é essencial para encontrar materiais interessantes. Os classificados também podem ser uma boa fonte. Foi no jornal que ficamos sabendo que um senhor, a apenas 3km da nossa casa queria doar 70 garrafões de cachaça, que hoje compõem as nossas paredes ao lado dos adobes.

Disposição: sim, porque não haverá nenhuma empresa fazendo entrega desses materiais. Você terá que  se organizar para buscar, levar e trazer qualquer coisa que encontre. É claro que muita gente acaba quebrando o galho, mas na maioria das vezes é você quem fará a correria.

Transformar um material de descarte em algo diferenciado na sua obra não é tarefa fácil. Leva também bastante tempo. Mas o resultado é sem dúvida maravilhoso. 

ANTES
DEPOIS

2 comentários:

  1. a foto do depois está faltando... :)

    ResponderExcluir
  2. Sim, Matheus, nosso blog já está super desatualizado. Estou preparando uns videos para colocar nos próximos posts.
    Abraço!

    ResponderExcluir

Acho que isso também te interessa.../Creo que tambien te va a interesar...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...